17 a 21 de outubro de 2022

Auditório Museu da Cidade de São Paulo

Rua Roberto Simonsen, 136 - Sé

[Palavras do Diretor do DMU/MCSP]

O Museu da Cidade de São Paulo realiza, entre 17 e 21 de outubro de 2022, a segunda edição do Seminário Tecnologia e Organização da Informação em Museus. Trata-se de uma atividade inovadora e de caráter sistemático da instituição, como parte do programa Diálogos, que tem o intuito de contribuir, mediante encontros anuais, com a produção e a divulgação de conhecimentos sobre o uso da tecnologia no campo museal, sobretudo em relação à gestão de acervos e à virtualização de exposições e espaços.


O Seminário, realizado no formato híbrido (presencial e virtual), é destinado, em primeiro lugar, a avançar continuamente no aprimoramento, planejamento e implantaçãoi do programa de Curadoria Digital, como previsto no Plano Museológico do Museu. Além disso, num sentido mais amplo, busca fomentar diálogos entre pesquisadores, estudantes e profissionais que atuam na área de interesse da museologia e suas interfaces com a arquivologia, história, biblioteconomia, arquitetura, tecnologia da informaçãos, e demais áreas do conhecimento, fortalecendo assim as relações institucionais.


Com temática específica a cada edição, definiu-se para 2022, a discussão a respeito da preservação, recuperação e acesso dos documentos (físicos, digitalizados ou digitais), produzidos e armazenados pelos museus em dispositivos ou em nuvem. Pretende, assim, abordar as ações desafiadoras para gerir adequadamente a massa documental formada no interior dos museus de modo a garantir que se transforme em conhecimento acessível.


A primeira edição contou com 14 palestrantes, 403 participantes inscritos, 623 certificados emitidos, 175 instituições, entre Museus, Universidades, Centros de Memória, Escolas, Centros Culturais, Institutos Culturais, Tribunais e Câmaras Municipais, de cerca de 45 cidades do Brasil e do exterior, trazendo 327 cargos e funcções de diferentes áreas, fazendo com que os Museus mantenham sua interdisplinaridade com outras áreas.

Nessa segunda edição nossa expectativa é de que o alcance seja ainda maior.

Marcos Cartum

Diretor

Departamento dos Museus Municipais

Museu da Cidade de São Paulo

[Sobre o Seminário 2022]

O programa Diálogos no Museu apresenta o Seminário Tecnologia e Organização da Informação em Museus. Visa a ensejar conversas que permeiem os fazeres museológicos e os museus, colaborando para o debate e reflexão acerca do limite do uso da tecnologia no campo museal.

Buscando sempre aprimorar a relação entre a programação do Museu da Cidade de São Paulo e do fazer museológico com seu público, o Programa Diálogos no Museu busca a melhor integração com o público e as exposições do programa curatorial, que é estruturado nos parâmetros do Plano Museológico em andamento e sua aplicação prática. Deste modo, fomenta a interatividade dos espectadores com os palestrantes e mediadores, por meio de perguntas e sugestões, com o intuito de que se percebam atores do fazer do museu - posto que este opera com e para a cidade de São Paulo, de forma ampla.

O ano de 2021 foi marcado no Museu da Cidade de São Paulo como o ano em demos início aos grandes eventos, como o Seminário de Tecnologia e Organização da Informação em Museus, evento que tem o propósito de trazer à tona discussões que visam quebrar paradigmas sobre os Museus, sobre o fazer museal, discutir sobre o uso da tecnologia para os Museus, seja no campo de gestão de acervos, no sentido mais amplo da palavra, seja na virtualização de exposições e espaços, seja por exemplo no uso da inteligência artificial para que as obras de uma exposição se conectem e os visitantes possam com elas se conectar.

Em 2022, o tema escolhido focou nos documentos produzidos pelos museus, sejam eles no formato físico, digitalizado ou digital; eis que o mundo se vê novamente em um emaranhado de informações produzidas e armazenadas em dispositivos ou em nuvem, configurando outra explosão de informação, dessa vez dentro de nossas instituições onde muitas vezes não temos recursos adequados para trabalhar essa massa documental e gerir tais documentos, garantindo preservar e recuperar, permitindo que o cidadão tenha seu acesso facilitado e que a informação produzida no interior dos museus possa de maneira proveitosa ser transformada em conhecimento. Tal alcance seria também um aporte de inestimável valor na consolidação da educação informal.

O Seminário, todavia, não tem a pretensão de esgotar as discussões acerca da relação dos museus com a tecnologia, ou mesmo de trazer soluções para tais questões – uma vez que ainda estão em situação embrionária, mormente no Brasil. Assim sendo, o intento do evento é dar prosseguimento à temática, propondo ponderações que motivem diálogos e contribuição para a área, provocando, com isso, interlocução com outros pesquisadores e suas pesquisas. Com a proposição deste assunto, portanto, pode-se fazer com que a área da Museologia perceba as vantagens que o bom uso da tecnologia traz e passe a abarcá-la cada vez mais.

Para finalizar, vale lembrar que, por outro lado, podemos ressaltar o quanto a tecnologia pode facilitar a confecção da documentação museal, bem como o acesso remoto a acervos, por meio de uma curadoria digital eficiente. Aliado a isso, tem-se desenvolvido a ideia de museus puramente virtuais, que podem promover um outro tipo de experimentação artística, tanto para artistas quanto para o público.



João de Pontes Junior - Coordenador do Seminário

Danilo Montingelli - Coordenador do Programa Diálogos no Museu

Departamento dos Museus Municipais - DMU

Museu da Cidade de São Paulo - MCSP

[Conheça o Museu da Cidade de São Paulo]

Casas Históricas e Logradouro que compõem o Museu da Cidade de São Paulo

Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageBeco do PintoCarousel image

Para saber mais sobre o Museu da Cidade de São Paulo clique abaixo

[Realização]